BBAS3
BRASIL ON

Papel em tendência de alta tanto em todos os tempos gráficos. Resistências em R$ 37,30 e R$ 44,05 e suportes em R$ 32,82 e R$ 29,55

Venha acompanhar o mercado ao vivo na minha sala de análises na Clear. Basta criar o seu cadastro gratuitamente CLICANDO AQUI

Rentabilidade x market share: 1º um, depois outro.

Raio X

O Banco do Brasil é um dos maiores bancos do país, tendo sido inaugurado em 1808. O banco é controlado pelo governo federal (com cerca de 58% de participação) e foi a 1ª empresa listada na bolsa de valores.

CATALISADORES

  • Pessoa física e agro asseguram crescimento da carteira de crédito. Pelas características do Banco, os resultados destas duas carteiras devem assegurar bom desempenho este ano.
  • Menos provisões. Outro indicador que deve contribuir positivamente é a expectativa de redução das provisões ao longo do ano, favorecida não só pela melhora da atividade econômica como pela gestão do Banco.
  • Controle de custos e despesas. O foco do banco tem sido em elevar a rentabilidade e a gestão tem tomado medidas para controlar custos e reduzir despesas gerenciáveis, como por exemplo, investimentos em atendimento digital.

RISCOS

  • Carteira de pessoa jurídica ainda deve entregar resultados negativos. A recuperação deste segmento deve ainda demorar a acontecer, mas alertamos que provisões (excessivas) adicionais poderiam trazer volatilidade para a ação.
  • Impostos e outras intervenções. Talvez este não seja o tema para 2018, mas historicamente é um assunto que merece atenção. No passado recente, questionamento sobre os juros sobre capital próprio (JCP) trouxe volatilidade para o setor como um todo.
  • Venda de ações. Este é um tema que pode trazer volatilidade, contudo, o cenário base é de manutenção das atuais posições. Tanto o governo federal não deve vender ações do Banco do Brasil, assim como o Banco não deve reduzir suas posições em empresas controladas.

Texto/ Visão:

Considerando as expectativas para os próximos resultados, é bem factível considerar que o banco irá entregar rentabilidade sobre o patrimônio próximo a 12% (tendo como referência a Selic projetada próxima de 6,75%) em 2018, portanto, não se justifica o banco continuar sendo negociado próximo do valor patrimonial. Assim, ainda vemos satisfatório potencial de valorização considerando um cenário relativamente conservador. As ações do Banco do Brasil são negociadas a 8,8x P/L 2018, cerca de 15% de desconto em relação a seus pares.

 

Close

Tenha acessso à análise completa da BBAS3 e de outras das principais ações da Bolsa

Obrigado! Aproveite seu acesso sem interrupções a todas as análises.