USIM5
USIMINAS PNA

Ativo em tendência de alta em todos os tempos gráficos. Resistências no papel em R$ 12,36 e R$ 14,25 e suportes em R$ 9,91 e R$ 8,40

Venha acompanhar o mercado ao vivo na minha sala de análises na Clear. Basta criar o seu cadastro gratuitamente CLICANDO AQUI

Está na hora de voltar a ficar otimista, novamente!

Raio - X

A Usiminas entrou em operação em 1962. Desde então, é um dos maiores grupos siderúrgicos brasileiros. Atua em diversos segmentos da cadeia de valor do aço, como mineração e logística, bens de capital, centros de serviços e distribuição, e soluções customizadas para a indústria. Cerca de 86% das receitas da companhia são advindas do mercado local e quase a totalidade de seu faturamento tem origem nas operações siderúrgicas. Lembramos que as operações de minério de ferro devem ganhar representatividade nos próximos trimestres mas não devem mudar a composição de receitas de forma drástica. O grupo de controle compõe cerca de 46% do capital votante e é composto pelo Grupo Nippon, Ternium/Tenaris e Previdencia da Usiminas.

CATALISADORES

  • Atividade econômica. Acreditamos que o pior para o segmento de atuação da Usiminas já passou. Poderemos ter surpresas positivas em termos de volumes e preços nos próximos trimestres. Portanto, podemos esperar revisões positivas das expectativas para o setor e para o desempenho da cia.
  • Expansão da geração de caixa e redução da alavancagem. A Usiminas deverá apresentar forte expansão da geração de caixa nos próximos trimestres, devendo se traduzir em consequente redução da alavancagem. Tal indicador deverá reduzir a percepção de risco e impulsionar os papéis em bolsa.
  • Geração de caixa na mineração. As operações de mineração são upside adicional para a geração de caixa. Tendo em vista que o custo de exploração da Usiminas gira entre US$50-US$55/ton, a manutenção do preço do minério de ferro na faixa dos US$70/ton é uma ótima notícia para a cia voltar a gerar caixa também com mineração.

RISCOS

  • Atividade econômica. Todos os sinais são de recuperação da demanda, contudo, ainda temos incertezas para o longo prazo, sobretudo para períodos além de 2018.
  • Alavancagem. A cia possui cerca de R$ 590 milhões de dívida vencendo em 2018. Caso a economia demore para se recuperar e comprometa a geração de caixa da Usiminas, estes vencimentos poderão comprometer boa parte de seu atual caixa.
  • "Briga" entre acionistas contoladores. É público que os dois principais acionistas controladores possuem divergências. Tal situação pode resultar em mudanças operacionais e impactar o desempenho da companhia, além de trazer volatilidade para as ações em bolsa.

Texto/ Visão:

Acreditamos que dois fatores reforçam nossa recomendação: (i) os indicadores de atividade econômica relacionados às atividades da cia têm nos surpreendido positivamente e (ii) a queda das ações no final do mês de setembro abriu oportunidade de compra para investidores com perfil de médio/ longo prazo.

 

Recomendação

Temos um ativo com diversos drivers que devem continuar impulsionando os papéis em bolsa, sendo os principais destaques: (i) forte e crescente geração de caixa; (ii) desalavancagem financeira; (iii) forte alavancagem operacional em um cenário de recuperação de demanda; (iv) investimentos controlados e (v)  valuation atrativo. Os resultados recentes tem se traduzido em revisões de expectativas para cima, mostrando que os papéis tem potencial de valorização adicional.

Close

Tenha acessso à análise completa da USIM5 e de outras das principais ações da Bolsa

Obrigado! Aproveite seu acesso sem interrupções a todas as análises.